CDS-PP avalia trabalho, condições e dificuldades das escolas

0
1373

A Concelhia do CDS-PP de Pombal iniciou um roteiro pelas escolas do concelho, com o objectivo de “avaliar no terreno o trabalho, as condições e as dificuldades com que as escolas se deparam no dia-a-dia, mas também qual a sua importância no contexto socioeconómico local onde estar se inserem”.
Através de uma nota de imprensa, a estrutura concelhia do partido, dirigida por Pedro Pinto, refere que já foram visitadas o Instituto D. João V, no Louriçal, o Externato Liceal de Albergaria dos Doze e a Escola Tecnológica, Artística e Profissional de Pombal (ETAP).
“A avaliação até ao momento é de que cada escola assume como missão principal o desígnio de formar jovens que possam assumir as rédeas da sociedade no futuro, com um espírito absolutamente altruísta, combinando o trabalho árduo, à responsabilidade e à procura constante do sucesso individual dos alunos, que simultaneamente resulta no sucesso das próprias escolas como um todo”, lê-se na mesma nota.
Agradecendo “a forma prática e profissional com que os responsáveis pelos diversos estabelecimentos escolares nos têm recebido, e a forma esclarecedora com que responderam a todas as questões levantadas”, o CDS-PP garante que “continuará nas próximas semanas a visitar as restantes escolas do concelho, com o intuito de conhecer com maior profundidade a realidade da educação do nosso concelho”.

Partilhar
Artigo anteriorRegião de Leiria combate insucesso escolar
Próximo artigoEM LUME BRANDO | Menos estigma, mais compaixão
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.