ASAE desmantela unidade de abate clandestino de leitões e detém responsável

0
859
Modelo 5 - continuação

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) desmantelou, no concelho de Pombal, uma unidade de abate clandestino de leitões, tendo detido um indivíduo em flagrante delito, responsável pela referida unidade. Foram apreendidas cerca de três dezenas de carcaças de leitões num valor estimado em 1.700 euros.
Segundo a ASAE, aquela acção desenvolvida pela Unidade Regional do Centro, realizou-se “durante o último período festivo” e inseriu-se numa operação de “fiscalização no âmbito do combate ao abate clandestino”, atendendo “aos riscos associados ao consumo de carne proveniente de estabelecimentos não licenciados para o efeito”.
A fiscalização estendeu-se à região do Alentejo, envolvendo inspectores da Unidade Regional do Sul, onde foram apreendidas mais carcaças de leitões e detidos dois indivíduos, em flagrante delito.
Através de um comunicado, a ASAE informa que “os leitões destinavam-se a diversos clientes, alguns do ramo da restauração da zona de Elvas, Terrugem e Pombal, tendo sido abatidos sem qualquer controlo sanitário, em instalações com acentuada falta de higiene e sem água potável, comprometendo fortemente a segurança dos géneros alimentícios em causa”.
“Como resultado das acções foram instaurados dois processos crime por abate clandestino e apreendidas cerca de 60 carcaças de leitão, num valor total de 3.870 euros”, refere aquela Autoridade.

Partilhar
Artigo anteriorDuas crianças feridas com gravidade em colisão no IC8
Próximo artigoRENDALÍSSIMA | Vamos aos saldos!
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.