ANSIÃO | Maioria PS aprova orçamento de 12,4 milhões para 2019

0
120

A maioria socialista na Câmara de Ansião aprovou um orçamento de 12,4 milhões de euros para 2019. Os eleitos pelo PSD votaram contra os documentos previsionais.

O executivo é presidido pelo socialista António José Domingues

O orçamento, com um valor semelhante ao aprovado para este ano, vai incluir o investimento da autarquia em projectos que candidatou ao quadro comunitário Portugal 2020, disse o presidente da Câmara de Ansião, António José Domingues.
O principal projecto para executar em 2019 foca-se numa nova ampliação do Parque Empresarial do Camporês, com a constituição de 27 novos lotes, numa medida que pretende “projectar o investimento e desenvolvimento do concelho”, realçou. Com um investimento total de 2,4 milhões de euros (1,4 milhões de euros por parte do município) o projecto “faz parte de uma estratégia que vem do executivo anterior e que partilhamos”, salientou António José Domingues.
O autarca realçou, ainda, que os incentivos criados pelo actual Governo para as empresas que se fixem no interior também têm aumentado o interesse de algumas em optarem por Ansião.
Durante o próximo ano, o município prevê ainda investir (com recurso a fundos comunitários) na eficiência energética da iluminação pública e da piscina municipal, bem como na requalificação dos equipamentos públicos da Avenida Vítor Faveiro, principal artéria da vila de Ansião, informou.
António José Domingues destacou, igualmente, o investimento previsto na reconversão da antiga escola primária da vila numa loja do cidadão, que deverá concentrar serviços da Segurança Social, Autoridade Tributária e do próprio município.
O orçamento prevê um gasto de 7,1 milhões de euros em despesa corrente, registando-se ainda um “reforço substancial das verbas para as juntas de freguesia”, que irão receber cerca de 240 mil euros, quando em 2017 recebiam 89 mil euros.
Cerca de 145 mil euros serão aplicados nos apoios às instituições culturais e desportivas do concelho e 100 mil euros destinados à gestão de faixas de combustível, acrescentou o autarca, eleito em 2017.

Partilhar
Artigo anteriorAgeas Seguros inaugura loja ‘premium’ em Pombal
Próximo artigoVida Nova FM assinala aniversário
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.