Ansião dá toque de inovação às festas mantendo as tradições

0
602

A vila de Ansião está engalanada para receber, este fim-de-semana, as Festas do Concelho, os mais importantes festejos do território e que marca, habitualmente, o encontro e reencontro de toda a família ansianense, recebendo, igualmente, os muitos forasteiros que visitarão a vila para participar nas inúmeras actividades programadas.

Diogo Piçarra é o cabeça-de-cartaz desta sexta-feira

Depois de ontem (quinta-feira) ter sido realizada uma noite musical com o tradicional concerto de bandas de garagem, os festejos serão inaugurados oficialmente às 18h00 de hoje (sexta-feira) numa sessão solene presidida pelo secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas. Uma oportunidade para o presidente da Câmara Municipal, António José Domingues, enaltecer o empenho do executivo no sector da agricultura e das florestas. Até porque, como diz, “este executivo tem um pelouro específico para a agricultura e o mundo rural”.
O primeiro dia de festa terá um dos pontos altos, à noite, com a actuação de Diogo Piçarra.
Por sua vez, o sábado despertará com a realização da tradicional Feira dos Poceiros, enquanto o parque verde do Nabão será palco de um torneio de Ténis de Praia, integrado no circuito da Associação de Ténis de Leiria. Às 15h30 será assinalado o aniversário da Biblioteca Muncipal com teatro infantil “Cinderela”, pela Companhia de Teatro de Barcelos.
Um dos momentos altos acontecerá a partir das 17 horas quando, pela Praça do Município, passar o Cortejo Alegórico do Povo. Um desfile etnográfico que contará com a participação de carros alegóricos representativos de dez colectividades de todas as freguesias do concelho.
Já no pavilhão gimnodesportivo jogar-se-á o 13º Troféu de Futsal de Ansião, disputado pelo tricampeão nacional Sporting Clube de Portugal e o Burinhosa.
À noite, a animação estará a cargo das actuações da Sociedade Filarmónica Ansianense de Santa Cecília e da Sociedade Filarmónica Avelarense, subindo ao palco principal a conhecida cantora Áurea. A noite prossegue com a actuação do grupo de Cabo Verde “Sem Vaidade” e pelo Dj L’ttux.
No domingo, haverá uma novidade: o primeiro encontro motard do concelho de Ansião. Uma iniciativa que surgiu na sequência de um desafio lançado pela autarquia aos dois grupos motards do concelho. António José Domingues realça a importância daquele evento, enaltecendo que ao aceitarem o convite que lhes foi dirigido, os grupos “propuseram realizar uma acção de sensibilização e prevenção rodoviária, o que é de louvar”.
O autarca destaca, ainda, a realização de uma demonstração de “Cricket”, também na sequência de um desafio lançado pelo município aos “Amigos de Cricket Club”, constituído essencialmente por estrangeiros residentes na freguesia de Pousaflores.
António José Domingues sublinha, igualmente, a realização do tradicional festival de folclore, a partir das 18h00 de domingo, com a participação dos Pauliteiros de Miranda do Douro, que abrilhantará o evento que contará com os ranchos folclóricos Flores da Serra da Lagoa Parada, de Fazendas de Almeirim e do Típico de Alvorge.
Às 22 horas subirá ao palco a Orquestra Ligeira da Sociedade Filarmónica Ansianense de Santa Cecília, seguindo-se o concerto “Tributo aos ABBA”, encerrando com baile pelo Trio Darromba.

Expo Ansião no Campo da Mata
Uma das grandes novidades das Festas do Concelho de 2018, as primeiras organizadas pelo actual executivo camarário de maioria socialista, prende-se com a deslocalização da tradicional mostra de actividades económicas para o Campo da Mata. António José Domingues considera que a medida visa, essencialmente, “proporcionar uma envolvência maior”, juntando “tudo no mesmo espaço”. “Entendemos que, no mesmo recinto estiver a exposição e os espectáculos, as pessoas irão interagir mais”, diz o autarca.
Por outro lado, o presidente da Câmara aponta outra inovação: a criação de um circuito de transporte público, gratuito, que irá percorrer todas as freguesias do concelho. “Queremos envolver as populações das freguesias nas festas, que apesar de serem do concelho, habitualmente são vistas mais como sendo as festas da vila”, refere, adiantando que um dos motivos que levaram o executivo a implementar a iniciativa teve a ver com a realização do Cortejo Alegórico do Povo. “Uma vez que é um evento cultural de mostra de costumes e tradições das freguesias e dos seus lugares, queremos que as gentes venham à vila assistir ao desfile etnográfico”, frisa.
António José Domingues não tem dúvidas que estão reunidas todas as condições para que o concelho de Ansião viva as suas festas em comunidade, estando também preparado para acolher todos aqueles que queiram participar nos festejos. Umas festas que, de acordo com o autarca, apresentam um orçamento a rondar os 120 mil euros.

Orçamento das festas ronda os 120 mil euros

Questionado se é um valor que segue a linha de anos anteriores, o socialista diz que não está preocupado “com os orçamentos dos outros anos”, adiantando, por seu turno, que “este orçamento reflecte todas as despesas que vamos fazer com as festas”.

Balanço do mandato feito pelas pessoas
António José Domingues, que em Outubro do ano passado conquistou o poder autárquico ao PSD, que geriu os destinos do município nas últimas quatro décadas, evita fazer um balanço do trabalho desenvolvido até ao momento. “Os balanços dos mandatos são sempre feitos pelas pessoas”, adiantando que “ainda é cedo para andarmos a fazer balanços” até porque “o trabalho de um executivo não se pode medir apenas num ano, muito menos em dez meses”.

O presidente da Câmara diz que os balanços de mandatos são feitos pelas pessoas

No entanto, reconhece que “houve um primeiro tempo de adaptação” à função de presidente de Câmara e das “suas exigências”. “Lidamos com muitas exigências por parte das pessoas”, diz.
Por outro lado, o autarca socialista aponta que foi confrontado, em início de mandato, com “a escassez de recursos humanos”, uma situação que “estamos a tentar ultrapassar”. Para tal, António José Domingues refere que será reforçado o quadro de pessoal do município, nomeadamente com a “integração dos trabalhadores precários”, mas também com a contratação de pessoal para a área da educação, considerada uma área prioritária. “Vamos dotar as escolas de recursos considerados necessários”, garante.
Quanto a outros investimentos, o autarca refere-se à alteração de estratégia quanto à regeneração urbana. Ou seja, o actual executivo optou pela requalificação de artérias “cartões de visita” da vida, em vez da empreitada de reabilitação do mercado municipal. Até porque, diz, o esforço financeiro municipal seria “substancialmente superior”.
Também em jeito de marca do actual mandato, António José Domingues dá conta do trabalho realizado no âmbito do processo de ampliação do parque empresarial do Camporês com mais 27 lotes. “Havia projecto, mas os terrenos ainda não estavam adquiridos, nem sequer estava nada definido quanto à ligação ao IC8”, refere, adiantando que, por sugestão da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro “avançou-se com o estudo de impacte ambiental”, enquanto ficou definida a solução para a ligação ao IC8. “Não era a solução pretendida, nem a desejável, mas devido à falta de capacidade financeira da Infraestruturas de Portugal será construída uma rotunda”, frisa.

O projecto Ansião Coração de Sicó passará pela dinamização da Serra do Anjo da Guarda, do Ciclo do Pão e a promoção turística na nascente do rio Nabão

O autarca destaca, ainda, o desenvolvimento do projecto Ansião Coração de Sicó, que passará pela dinamização da Serra do Anjo da Guarda, do Ciclo do Pão, e a promoção turística na nascente do rio Nabão.

Partilhar
Artigo anterior“Estão reunidas as condições para que seja uma grande festa”
Próximo artigoO PERFUME DA SERPENTÁRIA | Vira o Bodo e toca o mesmo*
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.